SINDOJUS Publica nota de esclarecimento

Muito estranho o teor da nota publicada no site do SINJUSC em 29/11/2018, quanto ao Núcleo dos Oficiais, principalmente sobre a “deliberação de pautas específicas dos Oficiais de Justiça” e encaminhamentos que irão “oficiar ao Tribunal de Justiça”.
O presidente do SINDOJUS-SC, Fernando Amorim Coelho, foi procurado em 07/11 do corrente, em seu local de trabalho (Fórum do Continente) pela filiada Sandra Regina Bernardi Garcia, e Eliane Pavanello (não filiada),  para conversar sobre temas de interesse dos Oficiais de Justiça, sendo feita uma exposição da atuação do Sindicato: ações judiciais e negociações com o TJ-SC, como é direito a informação de qualquer filiado.
As mesmas disseram pertencer ao “Núcleo de Oficiais de Justiça do Sinjusc”, falaram acerca da preocupação da representação da nossa categoria, porém, foi deixado claro que, por mais que exista uma decisão interlocutória de tutela antecipada que veda temporariamente a prática de atos sindicais pelo Sindojus-SC, não existe qualquer decisão definitiva quanto a esta questão. O presidente salientou ainda, que embora existam alguns Oficiais filiados ao Sinjusc, a imensa maioria da categoria não o reconhece e mais, o repudia e não aceita o Sinjusc como seu representante, conforme externado em abaixo-assinado. Um dos motivos, quiçá o principal, dessa aversão pela outra entidade sindical seja a resistência de sua atual diretoria  em não respeitar, decisão própria e madura da categoria dos Oficiais de Justiça, em ter sua representação sindical autônoma.
Saliente-se que “o grupo” que Fernando Amorim Coelho representa, como presidente do Sindojus-SC, legitimamente eleito, significa em torno de 80% de todos os Oficiais de Justiça do Estado de Santa Catarina.
Veja a matéria completa clicando na imagem:  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.