URV

Recentemente recebemos vários pedidos solicitando nossa opinião sobre um possível recebimento da URV, assim como ocorreu recentemente para o Ministério Público.

Inicialmente cabe ressaltar que essa é uma possibilidade muito remota, tendo em vista que o STF já julgou o processo da URV e disse que não temos direito. Por esse motivo, dificilmente a administração vai querer pagar uma coisa que o STF disse que é ilegal.

Vale lembrar que muitas ações foram ganhas nos tribunais superiores pelos servidores e mesmo assim o TJ resistiu no cumprimento. Agora imaginem o que deverá acontecer com o respaldo do STF em sentido contrário.

Voltando ao Ministério Público, cabe observar que durante o período abrangido pelas diferenças da URV não houve, naquele órgão, alteração nas tabelas de vencimento tal como ocorreu no judiciário, portanto, o fundamento é diferente.

Naturalmente que esses 11,98% de incremento na folha seriam muito bem-vindos, ainda mais se viessem de forma retroativa, como deveria ter sido.

Em todo caso, se houver um bom diálogo, quem sabe parte dessa diferença possa ser ainda implementada.

2 comentários em “URV”

  1. URV já era, Laércio, infelizmente. Melhor focar unicamente na elevação de nível dos tjas. Se começar a disparar para todos os lados, perdemos o foco. Já dizia o ditado popular: “- Quem muito quer, nada tem”.
    Abraços e feliz 2019.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *