Reforma da Previdência 2019

Às portas de uma mudança previdenciária, os brasileiros estão aflitos com o que possa acontecer.

Além das regras gerais, que deverão afetar o tempo de contribuição, exigindo mais tempo no serviço público, nós, servidores do judiciário, inevitavelmente sofreremos os respingos daquilo que for aprovado em Brasília, pois hoje os servidores públicos parecem ser a bola da vez, cogitando-se inclusive na possibilidade de uma alíquota de 20% (os estados dizem que a previdência deles está quebrada), o que quer dizer, que somados aos quase 30% de Imposto de Renda (para a maioria dos servidores), metade dos vencimentos nem chegarão a entrar na conta bancária.

O respingo da reforma nos regimes próprios deve acontecer especialmente porque, segundo o governo, o setor público é um dos grandes deficitários, como se pode ver nos gráficos logo abaixo:

 

1 comentário em “Reforma da Previdência 2019”

  1. Prezado, o que nós servidores (trabalhadores) faremos? Aceitaremos passivamente sem qualquer questionamento? O que acha de mobilizarmos as associações e o sindicato para um ato público? Cobrar, institucionalmente, a manifestação de nosso Deputado na Alesc para defender o interesse dos trabalhadores? Não é possível que aceitemos calados. Por outras razões já batemos panelas, fomos às ruas e tudo mais. Agora que nos afeta diretamente, calamos. Como disse, o que achas de convocarmos às manifestações?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *