Campanha Abril Verde – Tema de hoje: Adolescência e alcoolismo

Adolescência e alcoolismo

 

No Brasil, pesquisas apontam que 26,8% dos jovens com idades entre 15 e 19 anos relataram consumo de álcool no último ano, o que é um fator de risco para acidentes, violências e doenças.

De cada dez pessoas que começam a beber antes dos 15 anos, seis fazem isso em festas ou por influência dos amigos. Pesquisa feita pelo IBGE com dez mil estudantes de ambos os sexos entre 13 e 17 anos mostra que um a cada quatro entrevistados já sabia o que era ficar bêbado.

É cada vez mais comum festas de pré-adolescentes e adolescentes onde além da pista, tem um bar montado com drinks falsos. Dê um Google no tema e verá a quantidade de ofertas. “11 tendências de drinks para festas de 15 anos”. São bebidas a base de sucos e refrigerantes, mas servidas em taças e copos específicos. Fazem o carão do drink, da tal bebida alcóolica que eles ainda não têm idade para consumir, mas estão loucos para experimentar. E ela está ali, inserida nesse contexto social de balada como símbolo de algo bacana e permissivo.

Jovens que começam a beber mais cedo têm mais chances de se tornarem dependentes do álcool quando adultos. Os que começam a beber aos 14 anos têm probabilidade quatro vezes maior de apresentar dependência alcoólica do que aqueles que iniciam o consumo após os 21 anos de idade. O início precoce do consumo aumenta o risco de lesões corporais, o envolvimento em acidentes com veículos. Eleva também a vulnerabilidade a riscos, como gravidez indesejada e doenças sexualmente transmissíveis. Mulheres e meninas, como sempre, são as principais vítimas.

O que fazer com esses números? Quanto mais cedo agir, melhor. Pais e mães precisam de orientações sobre o que fazer. Adolescentes e jovens precisam saber quais são as consequências da bebida. É preciso dialogar sobre o assunto. Consultar um psicólogo é uma excelente oportunidade de tratar do tema.

Lirdia Rosane Baisch Meira

Psicóloga CRP 12.07516

Quer saber mais sobre esse tema?

Agente uma consulta on-line com nossa psicóloga.

Todas às terças pela manhã são disponibilizadas duas sessões gratuitas de uma hora.

Agende a sua pelo WhatsApp (49) 9 9814-3781 com Mariana

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.