POSSIBILIDADES PARA A QUEBRA DO LIMITADOR

Dando sequência ao último posto, percebemos que até o final do ano passado, o número de TJAs vinculados ao TJSC se distribuíam conforme a tabela abaixo:

Percebe-se da tabela, que entre ativos e inativos, temos um quadro com mais de quatro mil servidores na categoria.

Dessa forma, uma imediata equiparação com o nível superior tornaria o processo muito oneroso do ponto de vista financeiro.

A possibilidade aventada no post anterior possui pelo menos outras três variações que flutuam mais ou menos pelo mesmo caminho.

A tabela abaixo mostra, ao invés de quebra de limitador, uma equiparação gradual, de modo que o processo se conclua ao longo do tempo, conforme as possibilidades do Tribunal.

Esse modelo foi proposto no último NPCS (que não foi dado continuidade) e prevê a diluição ao longo do tempo para suavizar o impacto financeiro.

Vejo no próximo post e último post a conclusão sobre o tema.

 

 

 

 

2 comentários em “POSSIBILIDADES PARA A QUEBRA DO LIMITADOR”

  1. THIAGO JOSÉ VOLPATO

    Boa tarde…. enquanto não ocorre a quebra do limitador ou a equiparação de nível, percebe-se que muitos TJAs estão estagnados na tabela, presos na letra 9J, sendo visivelmente penalizados pela eficiência e vontade (por meio da busca pelo constante aperfeiçoamento), tendo em vista que nem promoção por desempenho estão aptos a receber. Muitos estão nessa situação há mais de 5 anos. Acredito que, para equalizar essa situação, esses TJAs poderiam, ao menos, receber as promoções de desempenho que fazem jus, galgando letras na nova tabela que está por vir. Acredito que existem meios legais para ser corrigida essa situação que assola muitos TJAs e tenho certeza que a associação saberá conduzir todo o processo visando, também, corrigir tal desigualdade.

    1. Todas as sugestões são muito bem recebidas, Thiago, e você tem toda razão, pois existe um grande número de servires estagnados, inclusive numa das últimas reuniões com o Presidente, apresentamos slides mostrando em detalhes os prejuízos de quem está no final da tabela, motivo pelo qual ele concordou com a necessidade da quebra do limitador.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.